Início » Vespas assassinas “Gigantes” aparecem nos Estados Unidos e causam desesperos
Notícias

Vespas assassinas “Gigantes” aparecem nos Estados Unidos e causam desesperos

Vespas assassinas
Vespas assassinas // Foto: exame.abril.com.br

Além do corona vírus, esta vindo ai algo que pode preocupar os E.U.A. e todo o mundo de uma forma assustadora que pode matar muita gente.

Segundo alguns teólogos os sinais do fim do mundo para poder alertar a humanidade para a volta de Cristo, estão se cumprindo, a bíblia fala sobre as pragas e pandemias que virão e que irão dizimar mais que a metade do mundo e que isso tudo acontecera de uma forma muito rápida e assustadora.

Os que sobreviverem, ficarão perplexos com tudo que irão relatar ao decorrer dos anos, esse coronavírus que o mundo todo estão enfrentando, é só uma pequena parte de um sofrimento maior que esta por vir e que vai fazer com que muita gente volte a acreditar que existe um plano maior que esta acima de nós mesmos, simples mortais.

O que esta aparecendo de uma forma devastadora são as vespas asiáticas em que as pessoas estão apelidando como as “vespas assassinas”, são vespas gigantes, jamais vistas, as mesmas foram encontradas em Washington nos Estados Unidos.

Apicultores descrevem como as anomalias asiáticas que tem um nível de maldade incrível, abelhas de alguns estados, foram encontradas com as cabeças arrancadas e o crescimento de uma vespa é absurdo porque essas vespas já foram encontradas em diversos tamanhos, chegando a 20 centímetros.

Essas vespas podem matar pessoas com uma sessão de picadas com o seu veneno mortal. Susan Cobey da Universidade Estadual de Washington diz que a imagem das vespas, são aterrorizantes e que tem um tom amarelado, meio laranja, seu rosto é assustador.

A proliferação das vespas tem sido muito rápida e já tem um número considerado de mortos, só no Japão são 30 a 40 pessoas mortas por picadas das vespas.

Precisamos ficar atentos para que isso não se espalhe porque se chegar ao Brasil, as vespas podem se multiplicar muito rápido por ser um país muito quente.