Início » Titi revela grande mudança da mamãe Giovanna Ewbank depois do nascimento de seu irmão e assunto gera polêmica
TV e Famosos

Titi revela grande mudança da mamãe Giovanna Ewbank depois do nascimento de seu irmão e assunto gera polêmica

titi e Giovanna
Foto: Revista Quem

Depois da declaração de sua filha de apenas 7 anos de idade Giovanna Ewbank se tornou assunto na internet, a pequenina que participou de um vídeo de sua mãe no Instagram afirmou que a mamãe está diferente e não grita mais depois do nascimento de seu irmãozinho. A pequena ainda disse que sua mamãe só fala baixinho agora.

Esposa de Bruno Gagliasso relata que os irmãos Bless e a Titi estão totalmente apaixonados por Zyan o novo irmãozinho. E que o ambiente de sua casa está muito mais agradável que até as crianças perceberam a mudança.

Giovanna explicou que em sua infância ela teve sua audição comprometida e por conta disto sempre falou alto, ela achava que as pessoas escutavam como ela e com isso obteve o costume de falar mais alto. Hoje em dia ela não tem mais esse problema na audição, porém o costume de falar mais alto ainda prevalece no dia a dia.

Porém com a chegada do bebê é necessário falar mais baixo por conta das constantes sonecas do pequenino, então é necessário abaixar o tom das falas. Com isso, as crianças tem gostado muito dessa grande mudança.

O casal que sempre deu muito amor e carinho para sua filha adotiva não deixou nenhum pouco de amar Titi agora com os filhos biológicos. E com isso formam uma linda família baseada em muito carinho e amor.

Deixe no comentário abaixo sua mensagem de carinho ao casal e essa linda família, e caso você também tenha tido alguma mudança depois da chegada de um novo membro na família nos conte sua experiência.

Compartilhe com todos os seus amigos e familiares para que todos possam entender que na verdade essa mudança da linda mamãe foi para melhor. ( risos)

Fique atento em nosso canal para que possa ficar por dentro de todas as novidades dos famosos e sobre as noticias mais polêmicas do Brasil e do Mundo.

Fonte: Revista Quem