Início » Saiba o que Bolsonaro realmente vai enfrentar na corte Internacional
Política

Saiba o que Bolsonaro realmente vai enfrentar na corte Internacional

jair bolsonaro na corte internacional
Foto: cidadeverde

Quatro representações criminais estão correndo no tribunal internacional contra o presidente Jair Messias Bolsonaro, na corte de Haia, na Holanda. A corte julgara supostas violações dos direitos humanos, cometidas pelo presidente.

Três dessas acusações foram apresentadas contra o presidente no ano de 2019. As denuncias são sobre incitação ao genocídio e ataques sistemáticos contra populações indígenas, devido a um suposto desmantelamento de politicas de proteção a esses povos e ao meio ambiente.

A quarta representação o acusa de crime contra a humanidade, por sua atuação no combate a pandemia do Covid-19.

Recentemente essas acusações tomaram destaque depois que o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, comentou sobre o assunto com o próprio presidente. Essa conversa foi supostamente por telefone.

Logo depois que o Brasil atingiu a marca dos 2 milhões de infectados pela Covid-19, algumas pessoas lançaram em suas redes sociais a hashtag : #HaiaParaBolsonaro.

A BBC News afirmou que juristas entrevistados, disseram que apesar de todas essas pressões sofridas pelo presidente nas redes sociais, será muito improvável que ele realmente se torne alvo das investigações do (TPI).

Sylivia Steiner, foi juíza do TPI entre 2003 e 2016, e em entrevista a BBC News, comentou:

“Uma simples politica de saúde por mais desastrosa que seja, não necessariamente pode ser entendida como um ataque deliberado contra a população civil. É esse o elemento contextual muito particular, que a primeira vista não me parece estar presente nessa politica que o  governo Bolsonaro esta levando em relação a pandemia”

O juiz criminal Marcos ZIli, da Universidade de São Paulo, disse o seguinte:

“Até o momento poucos casos foram julgados pelo (TPI), esses casos envolvem crimes de guerra e crimes contra a humanidade em contextos  diferentes daqueles que se desenha nas representações contra Bolsonaro”.

Em entrevista o ministro Gilmar Mendes confirmou que: “Realmente falou com o presidente e assessores do incômodo politico no TPI, tendo em vista as múltiplas questões envolvendo gestões de saúde, índios e meio ambiente”.

Gilmar Mendes acrescentou: “Esse é um tema lateral, o problema é a própria gestão no Brasil”.

A secretaria de comunicação da Presidência da Republica disse que não comentaria o assunto.

Fonte: BBC News