Início » Reviravolta no caso: Mulher denunciada por maus tratos em ritual religioso recupera guarda da filha
Notícias

Reviravolta no caso: Mulher denunciada por maus tratos em ritual religioso recupera guarda da filha

Foto: G1

A adolescente que tem 12 anos de idade estava na casa da avó após a decisão da Justiça, porém na noite de sexta-feira dia 14 de Agosto a decisão foi revogada e a menina teve que retornar para a casa da sua mãe. A mulher havia perdido a guarda da criança após ter sido denunciada por maus tratos, quando levou a adolescente em um ritual de iniciação do candomblé.

O Juiz determinou que a menina retornasse para a casa da sua mãe após o resultado do exame realizado no IML ter constatado que a garota não havia lesões de agressões e também após de ouvir o depoimento da mesma. O caso iniciou-se no fim de Julho quando foi registrado uma denúncia que a menina havia sofrido maus tratos em um terreiro.

Quando a polícia chegou até o local a menina estava bem tranquila e sem marcas de lesões em seu corpo, apenas estava com a cabeça raspada. A menina foi questionada e respondeu que estava participando de um ritual de purificação realizado por religiosos.

A mãe também foi questionada e manteve a mesma versão contada pela garota, e explicou que os cabelos raspados faziam parte do ritual de inicialização de menina na religião. O delegado que estava de plantão no dia entendeu que os cabelos raspados era uma lesão corporal e acionou exames do IML, e encaminhou o caso para que a Justiça passasse a guarda provisória da menina para a avó.

A mãe da menina acionou um advogado para recuperar a guarda da criança, ela ainda alegou que a garota foi retirada do terreiro após 7 dias de iniciação do ritual e que normalmente esse ritual duraria 21 dias. Ela alega que a menina é médium e que possui visões sobrenaturais, ela conta que tentou segurar o máximo que pode, mas a vontade da menina era passar por esse ritual à muito tempo atrás.

Fonte: G1