Início » Policial militar é preso em São Paulo após atender ocorrência
Notícias

Policial militar é preso em São Paulo após atender ocorrência

Policial é preso em flagrante
Fonte: G1

O fato ocorreu na zona leste de São Paulo na madruga deste sábado (25), perto de uma companhia da policia militar. A secretaria de Segurança Publica de São Paulo, disse que o homem conduzia uma motocicleta, que algumas horas antes do fato havia sido roubada e que ele tinha sido reconhecido pelo dono da moto.

Imagens de câmeras de um comércio próximo ao local filmaram, quando a moto passa em alta velocidade e, poucos segundos depois a moto aparece novamente no outro sentido da via.

No momento em que a moto passa pela segunda vez, o motociclista se desequilibra e então surge um policial militar segurando a arma em punho, que perseguia a moto a pé e efetua dois disparos.

No momento em que o policial militar efetua o primeiro disparo, o homem estava parado de costas para o policial, e no momento em que iria descer da moto foi atingido.

Alguns minutos depois começaram a chegar ao local diversas viaturas da policia militar. Toda a ação aconteceu próximo a 2° companhia do 29° Batalhão de São Paulo.

O homem foi socorrido e levado ao Hospital Tide Setúbal, na zona leste da grande São Paulo, onde algumas horas depois morreu.

A Secretaria de Segurança Publica de São Paulo (SSP-SP), informou que o caso foi registrado no Departamento de Homicídios e de Proteção á Pessoa e divulgou uma nota dizendo:

“A Policia Militar instaurou inquérito Policial Militar (IPM) e trabalha no esclarecimento dos fatos”

O fórum Brasileiro de Segurança Publica afirmou que o numero de letalidade policial é grave.

“Violência não resolve o problema de segurança publica. O que resolve é inteligência, o que resolve é profissionalismo. Porque quando se troca tiro, o policial está em risco e a sociedade também… Isso precisa ficar muito claro na cabeça das pessoas” diz o pesquisador Rafael Alcadipani.

O secretário-executivo da policia militar, disse que os números se justificam pelo aumento do policiamento ostensivo, pois a policia militar esta chegando onde acontece o crime e quando o delito esta acontecendo às vezes a confronto.

Fonte: G1