Início » Padre Larga a batina para viver algo que vai contra os padrões da igreja “Não há nada de pecado nisso”
Curiosidades

Padre Larga a batina para viver algo que vai contra os padrões da igreja “Não há nada de pecado nisso”

Foto: O liberal

Casado durante 23 anos e dois filhos desta relação, Rogério Koury apaixonou-se por um padre que largou a batina e o  celibato para viver este novo relacionamento, uma nova vida amorosa. No entanto, tudo isto poderia ter virado um escândalo, mas para o pianista Rogério e o ex-padre e cantor Sergio Bedim, além de Renata Koury não foi um motivo de escândalo. Os três vivem bem e encontraram um jeito para viver em harmonia.

“Continuamos sendo uma família. Agora com a chegada do Sergio após minha separação também. Moramos todos juntos numa casa bem grande, onde cada um tem seu espaço e sua vida. Não há nada de feio, sujo ou de pecado nisso. O amor não pode ser julgado assim” destacou Rogério.

O pianista a dois anos resolveu retomar sua carreira, a qual estava adormecida em função do casamento e do conservatório de música que o ex-casal abriu no interior de São Paulo.

O pianista tomou conta do  mundo neste isolamento social com sua “livemania” como ele assim a chama, ele já utilizava este recurso para mostra ao publico seu trabalho e foi crescendo a cada live e vistos postados.

“Isso começou em 2018. Na época, nem sabia fazer transmissões direito. Mas deu tão certo que virou um compromisso de todo domingo”  conta Rogério.

O novo parceiro do Rogério fazia parte da ala artística da igreja.

 “Ele entrou em contato e começamos a trocar ideias de um dia fazermos algo juntos musicalmente” destacou Rogério de 48 anos.

Em 2019, alguns projetos aconteceram e se encontraram em shows e apresentações foi lá onde a amizade começou e notaram que havia algo diferente entre eles.

 

No fim do ano passado Rogério viajou para Curitiba, onde teve uma crise de ansiedade e precisou ligar para sua esposa  “Ela pegou um avião e foi até lá. Foi a primeira vez que chorei na frente dela. E me abri. Disse o que sentia e o que estava acontecendo, mas não sabia o que fazer. Ela me falou: ‘você está apaixonado’. Foi ela que esclareceu tudo. Porque, para mim, não era normal. Como podia?”.

Desde então, o padre rezou sua última missa na paróquia do Botafogo, onde congregava e mudou-se.

“Ele não entrou em detalhes com o bispo. Não precisava. Só disse o mesmo que falou aos fiéis de sua paróquia: desejava ser feliz por inteiro”. Completou Rogério

 

Fonte: O Liberal