Início » Ônibus adaptados para prevenir coronavírus entram em operação no RS.
Saúde e bem estar

Ônibus adaptados para prevenir coronavírus entram em operação no RS.

Foto: G1

Desinfecção de ar e esterilização de sanitários e três fileiras de poltronas separadas.

Os ônibus Biosafe é uma tecnologia implementada pela empresa Marcopolo. Veja a seguir:

Foto: Portal Estrada

Nesta terça-feira (11), acontece a primeira viagem no ônibus Biosafe, esta adaptação foi feita para a prevenção do contágio do Coronavírus. Foi criado pela Marcopolo, empresa de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha.

O custo da viagem será de R$ 165. Saindo às 18h30, a viagem será operada pela Viação Ouro e Prata, com o trajeto de Porto Alegre até Santa Rosa. A empresa é a primeira a incluir o Biosafe em sua frota.

A empresa Ouro e Prata conta também com um segundo ônibus Biosafe, seu trajeto será de Porto Alegre a Santana do Livramento, a data ainda vai ser confirmada.

Para que haja distanciamento entre os passageiros, o Biosafe contêm três fileira com apenas uma poltrona, ao invés de duas fileiras com duas poltronas. Totalizando 46 poltronas, nos modelos tradicionais dos ônibus do mercado.

São ofertadas 33 poltronas semileitos e serviços executivos.

Desinfecção do ar e bancos separados

Foram instaladas cortinas de material antimicrobiano entre as fileiras e luzes acionadas por sensor.

O diretor de operação da Ouro e Prata Carlos Bernauds afirma que “Em razão da pandemia buscamos parcerias com a Marcopolo para apresentar um ônibus que se diferencie em relação ao conforto, distanciamento e diminui o risco de contaminação.”

A empresa também disponibilizou um sistema de radiação UV-C que é responsável por fazer a desinfecção do ar e da superfície do ar condicionado do ônibus. Segundo a empresa desta forma fica mais difícil a contaminação do vírus. O distanciamento das poltronas também fazem parte do conjunto de combate ao COVID-19.

Os sanitários também são higienizados e também contém o auxilio da radiação ultravioleta, que após o uso é automático, evitando a proliferação do vírus.

Fonte:  G1