Início » No interior da Bahia, filho de prefeito recebe auxílio emergencial e causa revolta na população
Notícias

No interior da Bahia, filho de prefeito recebe auxílio emergencial e causa revolta na população

filho de prefeito recebe auxilio
Foto: G1

O Ministério Público Federal está investigando o caso do filho do prefeito da cidade de Itarantim, cidade que fica no estado da Bahia. Ele e a filha do vice-prefeito da cidade receberam o auxílio emergencial, o prefeito declarou que não estava sabendo da solicitação de seu filho, que cursa faculdade de medicina e o valor da mensalidade do curso é mais de sete mil reais.

O prefeito ainda disse em declaração que o filho dele cometeu um erro, e ele não consentia com essa atitude do jovem rapaz. Porém ele alega que seu filho já reparou seu erro e se arrependeu do que fez.

Ele ainda confirma que mais 15 funcionários de sua prefeitura receberam indevidamente o benefício direcionado aos trabalhadores informais e pessoas de baixa renda. Paulo Silva disse que os funcionários já fizeram as devidas devoluções e cabe um pedido de desculpas a toda população.

No caso do vice-prefeito da cidade, sua filha também recebeu o auxílio, porém ele afirma que ela necessita do dinheiro. Ele explica que ela está sem trabalho e seu marido também está com dificuldade financeira por conta da crise estabelecida por essa pandemia.

O vice-prefeito ainda completa que há muitos questionamentos por ela ser filha dele, porém Jadiel Matos afirma que ela é independente e realmente está em dificuldades, portanto ele não vê problema dela receber o auxílio do governo.

Como já vimos muitas pessoas tem recebido o auxílio indevidamente, esperamos que o governo possa de fato encontrar todos esses casos e o dinheiro possa retornar aos cofres públicos. Pois, esse dinheiro poderia ser usado para melhorias nos outros programas do governo e estar ajudando quem realmente precisa desse benefício.

Compartilhe com todos os amigos e familiares e deixe sua opinião sobre esse fato que tem dado o que falar nas redes sociais, e trazido muita indignação entre os internautas.

Fonte: G1