Início » Mãe publica desabafo em rede social, após perder recém-nascida por negligência médica
Notícias

Mãe publica desabafo em rede social, após perder recém-nascida por negligência médica

negligencia medica

O caso que aconteceu na cidade de Tomé-Açu tem dado o que falar nas redes sociais, após uma mãe publicar desesperada que havia perdido sua filha recém-nascida por negligência médica. Muitas pessoas estão revoltadas compartilhando e comentando sobre esse caso que tem tido muita repercussão nas últimas horas.

Em meio aos prantos a mulher disse que sofreu um grande descaso enquanto esteve na Maternidade da cidade, ela relata que chegou no hospital na terça-feira dia 01 de Setembro, e que já estava com 2 cm de dilatação e muita dor. Ela conta que umas 19 horas mais ou menos sua bolsa estourou e aí sua dor aumentou ainda mais, após fazer o exame de toque foi constatado que a dilatação havia ido para 4 centímetros.

Porém ela relata que sua barriga não abaixou e a bebê era grande e não estava conseguindo descer, sem mais forças para nada eles decidiram cortar sua barriga por baixo parar retirar a criança. Ela diz que estava chorando muito e muito exausta de todo aquele sofrimento de espera e dor, com muito custo conseguiram tirar a bebê com vida.

A mãe conta que a bebê nasceu muito fraca e sem forças pra chorar e nem se quer se mexer, ela apenas respirava. Os médicos a colocaram dentro de uma incubadora e a transferiram para Belém, porém sem equipamentos respiratórios segundo relatos da mãe em sua postagem a bebê acabou não resistindo e veio a falecer.

Muito revoltada e triste ao mesmo tempo a mãe relata que os médicos disseram que a menina havia nascido com insuficiência respiratória e por conta disso não resistiu, mas ainda sem muito chão a mãe tem questionado em sua publicação que em todos os pré-natais e acompanhamentos não havia se constatado nada de problema de saúde. Por conta disso muitas pessoas tem deixado suas mensagens de força e apoio à mãe que está passando por esse momento tão difícil e delicado.

Fonte: Facebook