Início » Homem é detido pela polícia e motivo é de dar nojo
Notícias

Homem é detido pela polícia e motivo é de dar nojo

Homem preso suspeito de pedofilia
Foto: G1

Um homem de 31 anos de idade foi detido nesta última segunda-feira dia 20 de Julho. Ele está sendo indiciado por manter conversas ilícitas com mais de 60 crianças, inclusive pedindo foto dos meninos nus.

Geralmente ele usava perfis de meninas fake e conversava com os garotos, induzindo a mandarem fotos sem roupa. Segundo a polícia o homem ameaçava caso esses garotos quisessem parar de conversar com ele, ele falava que iria expor tudo caso algum quisesse romper contato com ele.

O homem agia no Distrito Federal e foi preso no Maranhão, nesta quarta-feira dia 22 o acusado foi transferido de avião para Brasília. Segundo investigações o homem já havia feito vítimas no Distrito Federal e em outros estados, ele agia através de dois perfis falsos nas redes sociais.

As investigações começaram após o registro de um boletim de ocorrência contra um dos perfis usados pelo criminoso que mantinha conversas sexuais como uma criança de apenas 13 anos de idade. O boletim foi registrado na cidade de Taguatinga e desde então as investigações levaram direto ao suspeito.

Os policiais relataram que foi difícil chegar até o acusado pois ele agia com muita cautela para criar os perfis além de ser cuidadoso ao extremo.

Por isso é muito importante sempre monitorar as conversas de seus filhos e nunca deixar que eles acessem a internet sozinhos, caso eles tenham redes sociais e essencial ter as senhas deles e sempre tomar muito cuidado para que não sejam vítimas de pessoas assim. Esse tipo de abuso tem crescido muito na internet, e os agressores estão cada vez mais cautelosos e discretos.

Por isso sempre monitore seus filhos e mesmo que aparentemente eles estejam conversando com alguém de sua idade é necessário se certificar que realmente é a pessoa da foto que está do outro lado da tela. Observe tudo e caso seu filho tente esconder algo de você vá a fundo ate saber de fato o que está acontecendo.

Fonte: G1