Início » Grande comoção de policial que encontra bebê abandonado com apenas 12 horas de vida
Notícias

Grande comoção de policial que encontra bebê abandonado com apenas 12 horas de vida

bebe abandonado
Foto: Mamãe Bebê

Essa é uma comovente história do bebê que foi abandonado por sua mãe e encontrado com apenas 12 horas de vida. Esse triste fato aconteceu na cidade de Londres na Inglaterra e chocou o mundo todo.

Infelizmente isso tem sido recorrente em todo o mundo, muitas mães abandonam seus filhos de forma cruel em lugares cada vez mais inusitados. Trazendo um sentimento de comoção e muita revolta àqueles que encontram essas crianças que muita das vezes já estão sem vida.

O bebê foi encontrado com uma manta branca e foi batizado de Edward em homenagem ao policial que o encontrou. Uma publicação nas redes sociais foram feitas visando encontrar os verdadeiros pais da criança.

Essa é mais uma história de abandono que aconteceu em uma nobre cidade da Inglaterra e que acontece sempre em muitas cidades do Brasil. Muitas famílias sem estrutura acabam gerando crianças e no desespero por não ter condições de criar a criança acabam abandonando.

E assim muitos bebês acabam morrendo nessa triste trajetória, outros sortudos como Edward acabam encontrando algum anjo da guarda que os direciona para uma família. Ou em outros casos acabam adotando essas crianças dando um futuro muito diferente da que ela teria com seus pais biológicos.

Esperamos que as pessoas possam tomar mais consciência antes de gerar uma vida caso elas não tenham condições de criar essa criança, pois o abandono é muito cruel para esses pequeninos. Deixe nos comentários abaixo sua opinião sobre esse terrível ato dessa mãe que por um momento fez algo que com certeza ela se arrependeu depois.

Compartilhe com todos os seus amigos e familiares para que eles também possam opinar sobre esse terrível ato cometido por essa mãe. E de alguma forma possam comentar também sobre a sorte que essa criança teve em encontrar um anjo da guarda que a resgatou dos perigos da rua.

Fonte: UOL