Início » Governo publica novas regras para o programa Minha Casa, Minha Vida. Novas regras deixarão benefício acessível a mais pessoas
Notícias Política

Governo publica novas regras para o programa Minha Casa, Minha Vida. Novas regras deixarão benefício acessível a mais pessoas

minha casa minha vida
Foto: G1

O Governo publicou em diário oficial algumas alterações no programa Minha Casa, Minha Vida, com isso muitas pessoas poderão ser beneficiadas pelo programa. Esse programa que já beneficiou milhões de pessoas em todo o país, poderá também viabilizar que você realize o tão esperado sonho da casa própria.

Essas novas regras consiste em mudanças na alteração em quem poderá ter acesso ao programa, nos procedimentos de seleção dentre outras mudanças. Com isso o governo espera atender mais pessoas ainda pelo programa e viabilizar a compra da casa própria a muitas pessoas.

As mudanças já estão em vigor então as casas que já estão cadastradas no programa terão esses novos critérios para poderem ser adquiridas, a principal mudança nesses critérios é uma condição de acesso através do Cadastro Único e outros programas sociais fornecidos pelo governo. Anteriormente esses requisitos eram impostos somente pelas prefeituras das cidades, porém agora elas podem continuar realizando suas seleções mas terão que enquadrar a essas novas regras disponibilizadas pelo governo para que seja mais acessível a compra da casa pelos mais necessitados.

Para conseguir comprar a casa a renda mensal da família tem que ser superior à mil e oitocentos reais, sem contar qualquer tipo de benefício pago pelo governo. E também a pessoa não pode já possuir um imóvel mesmo que seja próprio ou financiado.

A pessoa deverá cumprir um dos cinco critérios estabelecidos, o primeiro é residir em casa que não possua paredes de alvenaria ou madeira que esteja emparelhada, morar em um local que não seja de finalidade residencial, estar em uma habitação involuntária, dividir um dormitório com mais de três pessoas na mesma casa, pagar mais de 30% de seu salário em aluguel e por último ser morador de rua que também terá direito ao benefício agora.

Algumas casas deverão ser reservadas no programa para mulheres que estejam na situação de chefes da casa, aqueles que são beneficiários do programa Bolsa Família, famílias que possuírem um membro deficiente físico ou mental, possuir crianças abaixo de seis anos de idade ou entre seis e doze anos, possuir um idoso na mesma casa, possuir uma pessoa negra na família que reside na mesma casa ou alguém que pertença a algum grupo específico.

Uma das grandes novidades nessas mudanças é que os moradores de rua serão inclusos nesse grupo específico, além de idosos e as pessoas que possuírem deficiência terem garantido no mínimo três porcento das casas entregues.

Fique atento em todas as novas informações sobre essas mudanças e saiba o que fazer para conseguir realizar o tão sonhado desejo da casa própria.

Fonte: UOL