Início » Ex-Rouge Karin Hils pede auxílio emergencial do governo durante a pandemia: “Inventei de ser artista”
Notícias

Ex-Rouge Karin Hils pede auxílio emergencial do governo durante a pandemia: “Inventei de ser artista”

Foto: Metropoles

Karin Hils revelou em seu Twitter que, durante a pandemia, ela deve recorrer à assistência emergencial do governo para sobreviver. A cantora, conhecida por seu trabalho no grupo Rouge, confirmou na coluna que foi aprovada para receber 600 reais porque atende a todos os pré-requisitos, mas porque se sente insegura em todos os bancos, Portanto, o pagamento não pode ser retirado. Muitas pessoas não têm máscaras.

Para muitas pessoas, este jogo parece ter sido ganho, mas não é. Infelizmente, nosso país está me experimentando, incluindo artistas, mulheres e negros. Hoje fui fazer o meu melhor para obter assistência de emergência. Há uma fila de cães, ainda há pessoas sem máscaras. Isso é para lhe dar uma idéia que não é fácil para ninguém. Eu vejo minha vida de dentro para fora. Ela falou: “Eu inventei um artista …. “.

Após o surto, ela aproveitou a oportunidade para perguntar a seus seguidores como esse período os afetou. Muitas pessoas relataram dificuldades devido ao desemprego, mas aproveitaram a oportunidade para desejar a força da cantora e parabenizá-la por seu talento.

2020 é um ano movimentado para Karin. Em janeiro, a cantora lançou o primeiro single de sua carreira em sua plataforma digital, “Fogo”. Em março, estreou na peça Donna Summer Musical, dirigida por Miguel Falabella, mas teve que ser interrompida devido ao isolamento social.

O último trabalho de Carin na TV foi a novela Carinha de Anjo, exibida no SBT em 2016. Ela também participou da série “Péna Cova” de 2013 a 2016 e da série Sexo e as Nega na Globo em 2014. Em 2018, o cantor participou de uma turnê de concerto com todos os membros da formação original para comemorar o 15º aniversário de Rouge. Como muitos artistas, Karin também adere à tendência da vida. No dia 21 de julho, o cantor realizou um concerto com Li Martins. O discurso foi transmitido na rede social do Bradsko Theatre.