Início » Envolvidos na morte de jogador de grande clube Inglês são ouvidos no tribunal
Notícias

Envolvidos na morte de jogador de grande clube Inglês são ouvidos no tribunal

morte de jogador ingles

Jordan Sinnott era jogador do Huddersfiel, que atualmente disputa a liga Inglesa de futebol.

O jogador foi espancado até a morte enquanto estava caído no chão. Segundo os agressores, tudo aconteceu depois que Sinnott e os amigos chamou um deles de “gordo e ruivo”.

O assassinato aconteceu no dia 25 de janeiro, por volta das 2h da manhã, no centro de Retford, Notts, na Inglaterra. O jogador teve uma grave lesão no crânio e no cérebro, e não resistiu aos ferimentos, tendo a morte confirmada no hospital.

Os jurados ouviram Denovan, de 22 anos, que é atacante do Matlock Town FC. Segundo ele, Jordan Sinnott, naquele dia estava com o que ele esta chamando de: “um humor depreciativo”. E que após várias ofensas feitas por Sinnott e mais 2 amigos, ele ficou furioso.

Depois das ofensas sofridas, ele então decidiu segui-los até o Pub The Vine, quando então segundo ele Sinnott disse: “Eu sou um garoto bonito, e não tenho problemas em puxar garotas bonitas, ao contrario de você, que é gordo e ruivo”.

Esse foi então, o motivo que começou uma forte discursão entre eles.

Segundo testemunhas, Denovam começou a dar socos no rosto de Sinnott, e algumas pessoas tiveram que separar, porém Denovam estava descontrolado e queria brigar que qualquer jeito.

Naquele dia, Denovan estava acompanhado do amigo, Cameron Matthews, que se declarou culpado do crime, afirmando que teria sido ele que deu o golpe fatal no jogador. Matthews bateu em Sinnott varias vezes, no momento em que a briga já estava do lado de fora.

Ao abrir o processo contra Denovan, o promotor Auty disse: “A mediada que as brigas começaram, foi tão sem sentido e evitável, que dava para ter evitado essa morte”.

Auty continuou dizendo: “ele morreu pelos golpes de Cameron Mattheus, mas Denovan também é culpado. Pois aqueles que ajudam ou incentivam também são responsáveis, mesmo onde o golpe não foi fatal”.

E acrescentou: “É Denovan quem esta dirigindo a saída do The Vine e Perseguindo Sinnott, enquanto seu amigo esperava lá fora. Ele não fugiu do problema, ele estava desesperado em continuar o problema. Ele queria vingança, sua própria justiça distorcida e perigosa”.

Denovam nega homicídio culposo e agressão.

O julgamento continua.