Início » Coronavírus: Vacina de Oxford tem resultado promissor e possível data é divulgada
Notícias

Coronavírus: Vacina de Oxford tem resultado promissor e possível data é divulgada

foto: uol.com.br

A tão sonhada e esperada vacina contra a Covid-19 esta a cada dia mais perto. Alguns testes da nova fórmula produzida em parceria com a Astrazeneca, estão sendo testada aqui no brasil, e o resultado tem sido bastante promissor.

A china também alcançou um resultado bastante satisfatório com uma vacina em parceria com a  Biontech-Pfeizer. Essa vacina já chegou no Brasil e os testes começaram o mais rápido possível.

A revista científica The Lancet, em uma publicação mostrou com confiança que os resultados da vacina produzida pela Universidade de Oxford (Reino Unido), demostrou ser segura além de ter poucos efeitos secundários, o que é bom. A revista também informou que, a formula esta estimulando de forma imunológica bastante “potente”, tanto na produção de anticorpos, como de igual modo na celular.

A vacina de Oxford, estimulou com grande sucesso a produção de anticorpos e células, que tornam o sistema imune ao vírus.

No Brasil, a formula está sendo testada através da Universidade Federal de São Paulo que firmou uma parceria com o Instituto D’or, no estado do Rio de Janeiro.

Todos esse dados de resultados publicados até agora, da fase 1/2, realizada pela Universidade de Oxford, no reino unido em cerca de 1.077 pessoas. Os dados são bastantes satisfatórios, porém a vacina ainda precisa passar por mais 2 etapas de testes. Os testes estão sendo realizados na Africa do Sul, Brasil e no Reino unido.

Andrew Pollard, líder de estudos da universidade de Oxford, também esta bastante contente com os resultados obtidos nessas primeiras fases, e tudo que indica que a vacina protegerá as pessoa por um tempo bastante prolongado. No entanto ele foi taxativo em afirmar que, pesquisar continuas ainda são necessárias para um confirmação com total certeza de quanto tempo a  o efeito vacina vai durar e se esse proteção não terá nenhuma falha.

A vacina é uma das mais adiantadas em todo o mundo. Segundo a Unifesp, se tudo correr dentro do esperado a vacina poderá ser disponibilizada em junho de 2021.

Esses resultados com certeza chegam para trazer um pouco de alivio a todo mundo, pois estamos mais perto do que nunca de nos livrar desse mal uma vez por todas.