Início » Caso menina de 10 anos: Filiado de partido político teria invadido a casa da vítima e poderá ter que pagar 300 mil à família
Notícias

Caso menina de 10 anos: Filiado de partido político teria invadido a casa da vítima e poderá ter que pagar 300 mil à família

Foto: A Gazeta

O caso que chocou e comoveu o país todo ainda tem repercutido mesmo após a menina já ter realizado a interropçao da gravidez e o homem ser preso. A questão agora é um homem que não iremos divulgar a identidade, mas ele é filiado à um partido político.

Esse homem teria invadido a casa dessa garotinha e vazado as informações e dados dela e de sua família, o Ministério Público está indiciando essa pessoa e caso seja condenada terá que pagar uma quantia de 300 mil reais de indenização. No dia 16 de Agosto o homem teria começado uma campanha relacionado à família nas redes sociais.

No slogan de sua campanha ele menciona que nao se paga o mal com o mal, a família registrou um boletim de ocorrência. E agora esse homem está sendo indiciado pelo crime de dano moral coletivo e sua pena é uma indenização de 300 mil reais.

Infelizmente esse caso trouxe várias ações negativas com ele nos últimos dias e podemos testemunhar muitas discussões nas redes sociais sobre tudo que aconteceu. E com isso só aumenta o trauma da garotinha que terá que conviver com essa lembrança terrível para o resto de suas vidas.

Muitas pessoas tem se levantado querendo ajudar a vítima e toda sua família, vamos torcer para que toda essa ajuda que ela está recebendo possa de fato ajudar que ela superer esse terrível acontecimento em sua vida. E daqui para frente ter uma vida normal como uma criança deve ter e um futuro sadio.

Infelizmente em muitos casos a pessoa não consegue se recompor e seguir adiante, acaba se tornando uma pessoa que não consegue ter um relacionamento amoroso e nem formar uma família. Devido aos traumas relacionados à essa área muitas pessoas se tornam adultas mas não consegue formar uma família.

Que Deus possa estar na frente e cuidar das feridas e traumas psicológicos dessa pequena garotinha.

Fonte: Extra