Início » Bolsonaro detona a Globo por “festejar” 100 mil mortes.
Política

Bolsonaro detona a Globo por “festejar” 100 mil mortes.

Foto: La Noticia

Neste ultimo domingo, dia 09. O presidente Jair Bolsonaro atualizou suas redes socais e fala sobre a pandemia do Coronavírus no Brasil criticou o Jornal Nacional por festejarem os 100 mil mortos no país devido a COVID-19.  Segundo o presidente eles agiram de forma desrespeitosa e covarde, culpando-o de todas as mortes causada pelo o vírus.

Bolsonaro fez suas declarações em suas redes sociais, no entanto, o presidente não se referiu a Globo pelo nome em nenhum momento, mas preferiu chama-lá de “grande rede de TV”.

Em sua declaração Bolsonaro lembrou que a emissora disseminou o pânico entre a população e causou discórdia entre os poderes. Ele também menciona que a Globo fez deboche do medicamento hidroxicloroquina, que mesmo não tendo ainda nenhuma comprovação científica salvou a vida dele (Bolsonaro) e como relatado de milhares de pessoas.

O presidente diz que de forma desrespeitosa e covarde a emissora festejou a morte dessas pessoas como se fosse a final da copa do mundo e culpou o presidente por todas as mortes causadas pelo vírus.

No fim Jair Bolsonaro diz que a Globo está com saudades dos governantes que sempre os colocavam como prioridade ao fazer Orçamento da União, mesmo sugando verbas da saúde e educação pública.

Jair Bolsonaro diz que no Reino Unido o Departamento de Saúde estima mais de 16 mil pessoas mortas das mais diversas formas, por justamente não terem acesso ao sistema de saúde e mais de 25 mil morreram com o vírus, desde o inicio da pandemia.

O Lockdown matou cerca de 2 pessoas para cada 3 de coronavírus, no Reino Unido. Aqui no Brasil, mesmo sem os números oficiais, os números não seriam muito diferentes.

“Lamentamos cada morte, seja qual for a sua causa, como a dos 3 bravos policiais militares executados em São Paulo,” Disse o presidente Jair Bolsonaro.