Início » Bolsonaro barra projeto que concedia direito à mãe solteira receber auxílio de 1.200 reais
Notícias

Bolsonaro barra projeto que concedia direito à mãe solteira receber auxílio de 1.200 reais

O governo vetou o projeto apresentado pelo partido do PSOL, que previa oferecer duas cotas de 600 tanto para mães solteiras ou pais na mesma condição. Em diário oficial o governo alegou que o programa é para uma família, já que a emenda do projeto abria brechas para que um casal divorciado e que vivesse junto a outra pessoa de maneira informal poderia requerer o benefício duas vezes.

Essa não é a intenção do programa e não iria atingir o foco do projeto caso essa emenda fosse aprovada. A intenção do governo é que cada família seja beneficiada com o auxílio de 600 reais dando chances iguais para todos conseguir de alguma forma sobreviver nessa pandemia.

Infelizmente o projeto abria brechas para que pudesse haver fraudes de diferentes formas, pois o governo alega que seria impossível cruzar todos os dados para averiguar de fato quem é o retentor da guarda da criança. Abrindo um leque para que pudesse ter várias duplicidade do mesmo benefício por criança.

Já que nosso país possui muitas famílias que vivem nessa situação de divórcio o rombo poderia ser grande na economia do governo e o principal objetivo do programa não seria atingido. Com esse prejuízo poderia prejudicar outros programas do governo que estão sendo estudados e em breve estará entrando em vigor.

Deixe nos comentários abaixo o que você acha sobre essa decisão do governo, se realmente é certo cortar algo que poderia de fato beneficiar pessoas honestas que precisam por conta de pessoas desonestas.

Infelizmente vivemos em um mundo onde os bons pagam pelos ruins e como o povo brasileiro tem a terrível fama de querer tirar vantagem de tudo com certeza teríamos muitos casos como estes.

Compartilhe com todos os seus amigos e também familiares para que eles possam opinar sobre essa triste decisão do governo.

Fonte: Folha de São Paulo