Início » Atenção! Se você recebe o Auxílio Emergencial ou Bolsa Família, também terá direito ao renda Brasil. Confira os valores e provável data de pagamento do beneficio
Notícias

Atenção! Se você recebe o Auxílio Emergencial ou Bolsa Família, também terá direito ao renda Brasil. Confira os valores e provável data de pagamento do beneficio

Foto: Vagas Abertas. org

O governo do presidente Jair Messias Bolsonaro e sua equipe econômica estão trabalhando em um novo programa social, que atenderá o povo que vivem em baixa renda. O novo programa se chama Renda Brasil, e tem como objetivo auxiliar o cidadão e substituir o Bolsa Família após o termino da pandemia do Covid-19.

Esse novo programa esta sendo a maior aposta do governo Bolsonaro na área social, e segundo o próprio governo a ideia é que o Renda brasil entre em vigor em janeiro de 2021.

O presidente Bolsonaro pretende evitar que aconteça um vácuo entre o auxílio emergencial que está em vigor durante a pandemia. Outro objetivo desse programa será o de aumentar a popularidade do presidente com os Brasileiros de baixa renda.

O Ministro da economia, Paulo Guedes, irá enviar a proposta para o congresso nas próximas semanas, para que seja votado. Quando o Renda Brasil sair do papel e realmente entrar em vigor, cerca de 20 a 21 milhões de pessoas serão beneficiadas.

Os beneficiados desse novo programa serão a população mais vulnerável, que hoje recebe o auxilio emergencial, que esta sendo pago para R$ 60 milhões de pessoas para apoio durante a pandemia.

As famílias cadastradas no Bolsa Família, que hoje somam cerca de 14 milhões também receberão o beneficio.

O programa também tem como objetivo aumentar o valor do bolsa família, que esta no valor de R$ 190 mensais e passara a valer R$ 300 mensais, o que fara com que os gastos do governo dobrem.  Atualmente o valor pago as famílias que estão cadastradas no Bolsa Família é de R$30 bilhões, o valor de custo anual do Renda Brasil será de R$ 60 bilhões.

O presidente se mostrou bastante otimista sobre o novo programa, e deseja que em janeiro de 2021 o programa entre em vigor, para que assim se evite um vácuo entre o auxilio e o Renda Brasil.

Fonte: FDR