Início » Animadora de torcida é punida severamente após erro em apresentação e acaba perdendo a vida
Notícias

Animadora de torcida é punida severamente após erro em apresentação e acaba perdendo a vida

Foto: Extra

Uma jovem animadora de torcida veio a óbito, após ser forçada a pagar uma punição por ter errado uma coreografia durante um apresentação.

Segundo informações obtidas até o momento, a animadora de torcida Tailandesa passou mal após cumprir uma punição. Essa punição foi dada a jovem após ela errar uma coreografia durante uma apresentação do grupo a qual ela faz parte.

A punição aconteceu na ultima quarta-feira (19/08), mas acabou levando a jovem a passar mal durante a punição. A jovem passou mal e o resgate teve que ser acionado para levar a animadora de torcida para o hospital.

O nome da vitima dessa punição mal aplicada é Pornpipat Iad-dum, mais conhecida pelos amigos como Nong Mint. Uma veterana do grupo foi a responsável por aplicar a tal punição para a jovem. Nessa punição a jovem deveria dar oito voltas em torno do estacionamento da faculdade de tecnologia da Universidade Phuket Ratchapat sob o sol escaldante.

A jovem começou a dar as voltas, porém ela foi impedida de beber água durante a punição, e em dado momento ela começou a passar mal por causa do esforço que fazia.

Mesmo fazendo bastante esforço para tentar cumprir a punição, a jovem continuou a correr em volta do estacionamento, porém na sexta volta ela acabou desmaiando.

Segundo o site “Khaosod”, a jovem sofreu uma parda cardíaca após ficar 16 minutos sem oxigênio no cérebro, e mesmo sendo socorrida não conseguiu resistir e veio a óbito. O corpo da jovem passou por uma autópsia, e segundo os médicos ela também teve uma forte hemorragia nos pulmões.

A veterana do grupo que foi responsável pela punição, foi identificada como sendo Rawinnipha. A policia a indiciou como culpada pela morte da jovem.

O reitor da universidade, o Sr. Hiran Prasankam, ofereceu  junto a reitoria uma ajuda de R$ 17,5 mil para que a família pudesse custear o funeral.

Sobre o incidente ocorrido o reitor Hiran disse: “Não vamos ignorar o incidente. Precisamos investigar a verdade sobre a morte da estudante”.

Fonte: Jornal Extra